Sunday, January 1

Não tinha nenhuma expectativa pra 2011. Tenho uma teoria maluca de que anos pares são melhores do que ímpares. E como tive um 2010 muito bom, pensei que dificilmente teria um ano melhor. Quebrei a cara, mas dessa vez de modo positivo. Posso dizer com toda certeza de que a palavra para definir o meu ano que acabou de terminar é VIDA. Vivi como nunca nesses últimos 365 dias, intensifiquei todos os meus sentimentos, tive momentos ruins, mas, sem sombra de dúvidas, fui feliz. Muito feliz!

Terminei a faculdade. Tenho que agradecer e comemorar pelos quatros anos que eu passei na FURG. Digo e repito: foram os melhores da minha vida! Fiz o curso que eu queria, no lugar que queria e fiz as amigas que queria. Sofri muito, muito mesmo com os estágios e a pressão do último ano, mas a recompensa e a felicidade pela conquista fazem com que cada noite não dormida tenha valido à pena. Me dá vontade de chorar quando penso que não vou mais colocar os meus pés por lá, nem ver as pessoas maravilhosas que conheci, todos os dias. Mas tudo na vida tem um fim, só me resta aceitar.

O campo amoroso merece um parágrafo a parte. Ou melhor, não merece parágrafo nenhum, já que foi praticamente inexistente. Paro para pensar e nem acredito em tudo que fiz. Comecei o ano tendo que aceitar que algumas pessoas não nasceram para fazer parte da minha vida, por mais que eu desejasse com todas as minhas forças. Mas superei meus medos, entendi que passado é passado, vivi noites muito loucas e entendi que quem é seu de verdade, fica. Esperei, esperei, esperei e fui recompensada. Se mais surpresas me esperam, que assim seja!

Tudo isso me faz perceber que eu finalmente me aceitei como sou. Mesmo com o cabelo esquisito e os quilos a mais, estou feliz como há muito tempo não era. E feliz por mim mesma. Feliz por ter vivido um ano maravilhoso, em que as coisas ruins foram tão pequenas que foram absorvidas pelas coisas boas. Esse foi o meu ano!

Lembro do reveillon do ano passado e dos meus pedidos. Não vou revelar quais foram, mas dois dos três foram atendidos. Para 2012? Não vou esperar muita coisa, de novo. Quem sabe essa não é a receita da felicidade?



Por isso, 2012, só te peço para me fazer feliz. Apenas isso.

1 comment:

F! said...

Ai que lindo! :D